CORDEL ELEITORAL

SEMANA 44/52 – ANO 2020 – 30/Out

PORQUE HOJE É SEXTA-FEIRA – CORDEL ELEITORAL

RESUMO

Num festival de Literatura de Cordel em João Pessoa-PB, em 2005, o repentista Maviael Melo, sempre vendo o nordestino sofrer em busca de água, assim cansado de tanta promessa dos políticos e nunca ser atendido, com isto, ele escreveu uma poesia de cordel, de forma que os eleitores pensasse no seu voto consciente nas futuras eleições da nossa querida nação BRASIL.

Eleitoral_0001

Eleitoral_0002

HISTÓRIA

O Senador do estado passou dessa para melhor ou para outra bem pior, e eu vou relatar o passado.

Chegando o pobre coitado na porta do firmamento, São Pedro disse:

— Um momento, tenha calma cidadão, faça aqui a sua opção e assine o requerimento, pois aqui tudo governa-se e está no seu lugar e você vai optar onde quer passar o dia e depois com democracia me dará a sua resposta, fazendo da sua proposta de ir para céu ou pro inferno… Viver de túnica ou de terno, do jeito que você gosta.

Eleitoral_0003

Então o Senador assinou a papelada, descendo por uma escada entrou no elevador e desceu com o assessor para o inferno conhecer, para depois escolher onde queria morar e qual seria o lugar que escolheria viver.

E no inferno ele viu um campo todo gramado, verdinho, bem arrumado como os que tem no Brasil.

Um homem grande e gentil lhe disse:

— Eu sou o Cão, muito prazer meu irmão, mas aqui é você quem manda.

E deu ordens para que a banda tocasse outro baião. E caminhou a visita para uma mesa repleta com uma assessoria completa no alpendre em palafita, com uma assistente bonita, cerveja, whisky, salgados, dinheiro para os carteados, charutos bons e cubanos, pois relembrando dos anos passados e dos acordos fechados.

Eleitoral_0004

Encontrou com os amigos dos tempos áurea de glória, relembrando as histórias que haviam esquecidos… Whisky envelhecidos não paravam de chegar, parecia um marajá, jogando carta e fumando, mas estava chegando a hora dele voltar.

Então no elevador ele retornou a subir para ele então decidir e finalmente propor…

E no céu o Senador viu um cenário de paz, com sereno assaz e anjinhos tocando lira, São Pedro diz:

— Confira, escolha e não volte atrás.

00001_Cordel

Era um silêncio danado, sem whisky, sem cerveja, mal, mal uma cereja e ele ali agoniado disse assim ressaqueado:

— Já tomei minha decisão, quero ir morar com o Cão, pois lá me senti melhor, não que aqui seja pior, é questão de opinião.

São Pedro disse:

— Pois bem, pode ir para o elevador, que logo o meu assessor fará o que lhe convém.

O Senador disse:

— Amém!

Já pensando no sucesso, que seria o seu regresso, no quinto do inferno, lá também seria eterno e a tudo teria acesso.

Mas assim que ele desceu numa imensa alegria, sentiu logo uma agonia, algo estranho percebeu, atrás desapareceu a porta do elevador.

Eleitoral_0008

O pobre do Senador só via fogo e tortura, deu-lhe logo amargura naquele cenário de horror.

Nisso ia passando o Cão que lhe deu uma chibatada, sorrindo em gargalhada e remexendo o caldeirão, empurrou-lhe o ferrão deixando-lhe a testa ferida e ele “puto” da vida disse:

— Rapaz sou eu… O Senador… Se esqueceu? Cadê aquela acolhida? Eu peguei o bonde errado e o cabra se atrapalhou e para cá me mandou, ele deve ter se enganado, o meu lugar é no gramado jogando carta e fumando… Eu não estou lhe cobrando, você que ofereceu até whisky… Se esqueceu? Pois só posso estar delirando.

E o Cão disse ao Senador:

— Seja bem-vindo, mas o que está me pedindo eu não vou poder cumprir, pois quando estivesse aqui naquela ocasião não era outra coisa não, também não me leve a mal foi campanha eleitoral e eu ganhei a eleição.

MORAL DA HISTÓRIA

MORAL 1: Não vá do céu para o inferno como o Senador… Livre-se da sua dor… Para votar em Governador / Prefeito ou Vereador… Vote consciente como se fosse um Pensador…

MORAL 2: Não seja como o Senador… Saiba valorizar o seu voto com inteligência, previsibilidade e sabedoria…

Eleitoral_0005

REFLEXÃO DA HISTÓRIA

Mesmo quando tudo desabar, cabe a nós decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar, porque descobrimos, no caminho incerto da nossa vida, que o mais importante é decidir o futuro da nossa querida nação BRASIL.

Está na hora de pensar no futuro como brasileiro que detém o poder na ponta dos dedos, uma vez que está escrito até mesmo na constituição:

ARTIGO 1 – Constituição Federal de 1988

PARÁGRAFO ÚNICO: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos diretamente, nos termos desta Constituição”.

Eleitoral_0007

Veja o vídeo de 48 segundos do vereador José Roberto/SP na época da última greve dos motoristas.

00002_Cordel

FONTE DA HISTÓRIA

Leitura de Cordel 2005 – Paraíba-PB

Commentários

comentários

Style switcher RESET
Body styles
Color settings
Link color
Menu color
User color
Background pattern
Background image